MORREU ROMÉLIO ALVES DE OLIVEIRA, O HOMEM QUE REGISTROU A HISTÓRIA DE MONTENEGRO EM LIVRO DE FOTOS

Ele era filho do ex-prefeito de Montenegro e ex-deputado estadual, Hélio Alves de Oliveira, e há muito tempo acalentava o sonho de editar um livro mostrando grande parte da história de Montenegro através de fotografias. Romélio possuía um grande acervo de fotos e conseguiu outras tantas de pessoas que, assim como ele, colecionavam pedacinhos do passado do município, registrados através das lentes de máquinas fotográficas.
O livro "Imagens que Contam a Nossa História", tinha até data marcada para ser lançado: em 15 de agosto próximo. Romélio estaria recebendo a todos na Estação da Cultura, à partir das 14 horas. 
Nesta semana ele concedeu entrevista ao jornal O Progresso, quando falou de sua satisfação e emoção em produzir a obra: "O momento é de grande alegria. A chegada do livro é considerada como se fosse o nascimento de um filho" - disse o autor
A edição foi viabilizada financeiramente através do Fundesc (Fundo de Desenvolvimento da Cultura). Como contrapartida ao investimento do município, Romélio doaria trezentos e setenta exemplares do livro a educandários, pessoas e entidades previamente selecionadas. 
Ao final da entrevista para o jornal, disse que este era um momento muito marcante para ele, afinal estava se concretizando um grande sonho.
Romélio Alves de Oliveira morreu em seu apartamento, por volta das 18 horas desta sexta-feira. Ele teve um mal súbito logo após conceder uma entrevista para a TV Cultura, falando também a respeito do livro prestes a ser lançado - e não resistiu. Foi constatado, posteriormente, tratar-se de um "derrame hemorrágico".
Romélio era irmão gêmeo (idênticos) de Aurélio, que faleceu há pouco mais de um ano, e de outras três pessoas bastante conhecidas em Montenegro, o jornalista Adriano Alves de Oliveira; e da professora Celiza; e do advogado Sérgio.
O sepultamento será neste sábado, às 16 horas, no cemitério municipal.

MORREU ROMÉLIO ALVES DE OLIVEIRA